anuncie aqui
Lar um novo tempo

Corpo de estudante encontrada morta no MS chega à Para√≠ba e enterro acontece nesta quinta

De acordo com a família, o laudo pericial sobre a causa da morte deve ser liberado em até 30 dias.

Por J1 em 16/05/2024 às 10:26:58

O corpo da estudante de medicina, identificada como Camila Soares de Arruda, de 30 anos, encontrada morta dentro de casa no domingo (12), em Ponta Porã (MS), chegou na noite de quarta-feira (15) em Itabaiana, no interior da Paraíba. A família da jovem afirmou que o velório acontece em uma funer√°ria no centro da cidade e que ela ser√° enterrada por volta das 10h desta quinta-feira (16). Haver√° o uso de um caminhão do Corpo de Bombeiros para o cortejo entre a funer√°ria e o cemitério.

Ao g1, o delegado respons√°vel pelo caso informou que, no domingo (12), a família de Camila pediu ajuda a um amigo da vítima após não conseguir falar com a estudante por telefone. Após receber o endereço, a equipe policial foi até a casa da mulher e a localizou no quarto, caída perto da cama, j√° morta.

Camila era enfermeira, estudava medicina no Paraguai e j√° tinha atuado no Serviço de Atendimento Móvel de Urg√™ncia (Samu) e no Hospital Regional de Itabaiana, sua cidade natal.

O prefeito de Itabaiana, Lucio Flavio, lamentou a morte da estudante nas redes sociais. "Perdemos uma jovem brilhante, sonhadora e cheia de vida. Quem conheceu Camila teve a oportunidade de conviver com uma jovem alegre, inteligente e muito batalhadora. Ela nos far√° falta".

A polícia informou que foram encontradas cartelas de remédios de uso pessoal próximo ao corpo da vítima. No local, não havia sinais de luta ou de roubo.

O corpo de Camila foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para exame de necropsia para que a perícia possa informar a causa morte. A família de Camila afirmou à TV Cabo Branco que o laudo pericial que deve revelar a causa da morte da estudante ser√° liberado em até 30 dias.

O caso foi registrado como morte a esclarecer e ser√° investigado pela Polícia Civil de Ponta Porã. Ainda não se sabe se houve o cometimento de algum crime.

Fonte: Da Redação

Comunicar erro
Radio Plenitude de Deus

Coment√°rios

Banner governo