anuncie aqui
Lar um novo tempo

Operação prende mais de 30 pessoas por tr√°fico, venda de armas e lavagem de dinheiro em PE e na PB

Ao menos 34 pessoas foram presas, sendo 25 por mandados de prisão e nove em flagrante. Tamb√©m foram expedidos 56 mandados de busca e apreensão.

Por J1 em 14/05/2024 às 16:37:34

Uma operação deflagrada nesta terça-feira (14) prendeu 34 pessoas suspeitas de tr√°fico de drogas e outros crimes no Grande Recife e em João Pessoa (PB). Ao todo, 25 pessoas foram alvo de mandado de prisão e nove foram presas em flagrante pela Força Integrada de Combate ao Crime Organizado de Pernambuco (Ficco).

Ao todo, no âmbito da Operação Pertinaz, foram expedidos 31 mandados de prisão e 56 de busca e apreensão, com o objetivo de desarticular ao menos tr√™s associações criminosas voltadas ao tr√°fico de drogas. O grupo também é investigado por comércio ilegal de armas e lavagem de dinheiro

Segundo o delegado da Polícia Federal M√°rcio Tenório, dos 31 mandados de prisão, 25 foram cumpridos durante a manhã desta terça. Outros nove seguiam em aberto até a última atualização desta reportagem. Os nomes dos envolvidos não foram divulgados.

Das pessoas que tiveram mandado de prisão decretado, 11 j√° estavam detidos em unidades prisionais do estado. Durante a execução dos mandados de busca e apreensão, outras nove pessoas foram presas em flagrante.

Os criminosos investigados pela Operação Pertinaz atuavam em 14 cidades distribuídas entre os estados de Pernambuco e da Paraíba.

Os mandados de prisão e busca e apreensão foram expedidos pela 1¬™ Vara da Comarca de Camaragibe e cumpridos em oito municípios do Grande Recife e em João Pessoa, capital da Paraíba. São eles:

  • Abreu e Lima;
  • Camaragibe;
  • Igarassu
  • Jaboatão dos Guararapes;
  • Olinda;
  • Paulista;
  • Recife;
  • São Lourenço da Mata;
  • João Pessoa, na Paraíba.

Segundo a força-tarefa, foram oito meses de investigações até que a operação fosse deflagrada. Além das prisões, foram apreendidos, ao menos, R$ 41 mil em espécie, tr√™s pistolas e drogas em quantidade não divulgada.

Entre os alvos da Operação Pertinaz estão tr√™s grandes fornecedores de drogas e 15 criminosos que, segundo a Ficco, ocupam funções de "ger√™ncia" dos negócios ilícitos, além de outras pessoas ligadas às operações logísticas e financeiras da organização.

O secret√°rio de Defesa Social de Pernambuco, Alessandro de Carvalho apontou que entre os capturados pela operação, estão chefes de tr√™s associações criminosas distintas, com atuação na Zona Sul do Recife, em especial nos bairros do Pina, Brasília Teimosa e na comunidade do Bode.

Dinheiro e objetos apreendidos durante a Operação Pertinaz — Foto: Ficco/Divulgação

Dinheiro e objetos apreendidos durante a Operação Pertinaz

De acordo com o secret√°rio, as forças de segurança do estado estão monitorando a região para acompanhar conflitos que possam surgir em decorr√™ncia das capturas.

"Nós temos diversas pequenas facções, bondes, tropas, disputando os pontos de tr√°fico. [¬Ö] De 60 a 70% dos homicídios que a gente tem estão relacionados com o tr√°fico, seja a disputa de território, seja cobrança. [¬Ö] H√° a possibilidade de que outros assumam esse ponto, ou que se instale em um conflito decorrente das prisões, mas estaremos vigilantes para que não ocorra nenhum tipo de efeito colateral", afirmou o secret√°rio.

Ao todo, 328 agentes de segurança pública das forças integradas participaram da operação. Eles fazem parte das polícias Federal, Civil, Militar, Penal e Rodovi√°ria Federal, que compõem a Ficco, força-tarefa criada em 2022 para atuar em conjunto no combate à criminalidade.

Fonte: Da Redação

Comunicar erro
Radio Plenitude de Deus

Coment√°rios

Banner governo